Viver em um outro país: um impulso na sua educação e criatividade

Morar no exterior é um grande impulso para a aprimorar a sua educação pessoal, ampliar a mente e também estimular a sua criatividade através de uma possibilidade inédita de se adaptar e vivenciar uma cultura completamente diferente.  Alguns estudos dentro da psicologia  realizados por Maddux e Galisky, mostram que participantes pesquisados que tiveram a oportunidade de morar no exterior apresentaram um índice maior de criatividade em determinadas tarefas medidas através de insights e associações  do que os indivíduos que não tiveram uma experiência vivendo num país diferente.

Há um link muito importante que une a experiência de morar no exterior e a habilidade criativa. Criatividade é um fenômeno definido como um processo de trazer algo novo e útil para a sociedade e é considerado um fenômeno psicológico muito intrigante. A definição da palavra é como se fosse algo profundo e sagrado e que origina a citação “divina inspiração”. Porém, para se atingir o objetivo criativo é preciso  muito trabalho e dedicação.

Por outro lado, o mistério natural do insight criativo fez com que os pesquisadores conseguissem ter uma visão e explorassem os fatores psicológicos que são vitais no processo criativo.  Uma das suposições mais comuns sobre criatividade e que não tinha sido muito bem estudada ainda por especialistas é a associação direta entre “morar no exterior” com insight criativo.  

Um estudo realizado nos Estados Unidos comprovou que uma viagem ao exterior pode ser importante para a educação de cada indivíduo e também para estimular a mente para se pensar e agir de forma bem diferente das outras  pessoas. Uma viagem internacional pode mudar a sua vida de  várias maneiras e viver em outro país pode ajudar ainda mais a aprimorar a sua maneira de pensar e agir.

A história da sociedade é repleta de grandes exemplos de pessoas que contribuíram e revolucionaram o mundo atuando em um ambiente completamente diferente. Charlie Spencer Chaplin nasceu em Londres e fez uma viagem pelos Estados Unidos com o empresário teatral Fred Karno. Mais tarde ele se estabeleceu em Hollywood e  se tornou o grande Charlie Chaplin.

Agnes Gonxha Bojaxhiu nasceu na Albânia e se uniu à comunidade Irmãs de Loretta. Passou um bom tempo em treinamento  na Irlanda e depois viajou para a Índia, em 1929, onde mais tarde passou a ser conhecida como Madre Teresa.

Ernesto (Che) Guevara nasceu na Argentina. Em uma de suas férias escolares enquanto estudava medicina em 1951, ele viajou pela a América do Sul,  escrevendo Diários de Motocicleta enquanto visitava lugares diferentes. Encontrava pelo caminho novas inspirações para mais tarde se tornar um importante político e participar  da Revolução Cubana e de outros movimentos separatistas.

De fato, ter a oportunidade de morar no exterior acaba sendo uma experiência importante para os artistas  e acaba não sendo uma evidência anedótica a ideia de que alguns indivíduos criativos produzem suas melhores obras-primas durante ou após passarem uma temporada no exterior. Como por exemplo, “Lolita” de Vladimir Nabokov e que foi escrito na América e “O Sol também se Levanta” de Ernest Hemingway, que foi desenvolvido na época em que o autor morava em Paris e acabou visitando o Festival de San Fermín em Pamplona.

Podemos citar também outros escritores como Shaw, Yeats e Heaney que receberam o Prêmio Nobel de Literatura, alguns pintores como Gauguin e Picasso, compositores como Handel, Prokofiel e Schoenberg e muitas outras pessoas que produziram trabalhos admirados e reconhecidos internacionalmente enquanto viviam num país estrangeiro.

Morar no exterior pode ser um fator muito importante para a educação de cada indivíduo, ajudando muito a ampliar a mente para novas descobertas. A experiência lá fora acaba tendo uma relação direta com a criatividade e é bem significativa ao tornar o mundo mais global e interligado. Isso ajudará bastante a cada um a pensar fora da casinha e ter a capacidade de compreender que a casinha onde vivemos é um lugar simples, fechado e pouco arejado, e o nosso universo está repleto de possibilidades criativas para você inventar algo diferente.

Share this post

  • Subscribe to our RSS feed
  • Share this post on Delicious
  • StumbleUpon this post
  • Share this post on Digg
  • Tweet about this post
  • Share this post on Mixx
  • Share this post on Technorati
  • Share this post on Facebook
  • Share this post on NewsVine
  • Share this post on Reddit
  • Share this post on Google
  • Share this post on LinkedIn

About the author

guilherme had written 10 articles for Educação – Guia completo de Ensino no Brasil

Não há comentários.

New comments are closed.